COLOQUE AQUI SEU EMAIL E RECEBA AS NOVIDADES DO SITE

domingo, 4 de março de 2012

amaranto


Amaranto

janeiro 25, 2012
Primeiro foi a quinoa. Agora o alimento da vez é o amaranto. Um pseudocereal de origem andina, o amaranto é hoje considerado um alimento importante tanto para pessoas com intolerância à lactose como para celíacos.
Apesar deste super grão ter recebido seu devido reconhecimento apenas recentemente, ele tem sido cultivado desde a antiguidade em diversas partes do mundo.
Considerado um alimento super nutritivo, o amaranto é rico em proteínas, lipídios e minerais se comparado aos outros grãos de cereais. A proteína é considerada de alta qualidade biológica devido ao seu conteúdo em lisina e outros aminoácidos essenciais e ajuda a diminuir o colesterol ruim.
Rico em cálcio, o amaranto pode ser utilizado como alternativa ao leite animal para crianças e pessoas com intolerância à lactose. Em apenas 100 g do grão há 162 mg de cálcio. O alimento também é isento de glúten, o que o torna uma boa opção para os celíacos, além de atuar no controle da glicemia em diabéticos, graças à alta concentração de fibras alimentares – maior do que as encontradas na aveia, milho e trigo. Além disso, ele é fonte de vitaminas e minerais importantes como o ferro, fósforo, potássio, zinco, vitaminas do complexo B e vitamina E.
Como consumí-lo
O amaranto é mais comumente encontrado no Brasil em forma de grãos, flocos e farinha. Uma boa dica para consumir o amaranto em grãos é aquecê-los em uma panela para deixá-los estourarem como pipoca. Ficam crocantes e podem ser usados em barrinhas de cereais. Os flocos podem ser usados em saladas, sopas, mingaus, recheios, shakes e iogurtes. Já a farinha pode substituir uma porcentagem da farinha que for utilizada na elaboração de pães, bolos, tortas, biscoitos e outros alimentos doces e salgados.
Para quem quer introduzir o amaranto em sua dieta, abaixo sugerimos uma receita de pão enriquecida com farinha de amaranto.
INGREDIENTES
  • 1 xícara de chá de farinha de amaranto
  • 3 xícaras de chá de farinha de trigo ou um mix de farinha sem glúten
  • 1 xícara de chá de água
  • 1 colher e meia de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 colher de sopa de fermento biológico granulado (ou um tablete de 15 g de fermento fresco)
  • 1/2 xícara de chá de óleo
PREPARO
Amorne a água e adicione o açúcar, o sal, o fermento e reserve. Misture as farinhas e o óleo. Despeje a água com a mistura de açúcar, sal e fermento na mistura de farinha. Sove a massa até ficar homogênea e deixe-a crescer até dobrar o volume. Amasse-a novamente, coloque em uma forma untada com óleo e enfarinhada e deixe-a crescer. Leve ao forno pré-aquecido a 180o C por cerca de 15 min.
Autora:
Tatiana Branco Barroso
Nutricionista – CRN3 17458
NutriAction Assessoria e Consultoria Nutricional


Nenhum comentário:

Postar um comentário